quinta-feira, 16 de agosto de 2012

* Chuva



Chuva que cai em tarde ensolarada
Noite que desce estrelada
Poesias que não rimam com nada
E carinho pela pessoa amada.

Leio o que eu não posso ver
Sinto o que eu não posso ter
Tenho fé onde eu não posso querer
Amo por apenas crer.

Tenho emoção exaltada
Ás vezes não penso em nada
Não consigo nem entender
Essa imensa estrada.

O mundo ainda irá existir
Enquanto dessa terra eu não partir
Pois meu coração pulsa e arde
Pela mulher que da minha vida faz parte.

E o badalar do sino
Me lembra de quando eu era menino
Que para ser feliz
Basta ter amor e carinho.


Oswaldo Grimaldi

3 comentários:

  1. Vengo del blog de Sao (silencioculpado) y me he parado en tu Rincón.
    Me ha encantado tu Espacio y, si me lo permites, me hago seguidor de tan maravilloso Lugar, lleno de Magia, Sentimientos y Sensaciones.
    Un abrazo.

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    Passo, com calma, bem antes da data, para desejar-lhe, com carinho fraterno, que vc tenha Boas Festas neste fim de ano!!!
    "A felicidade é com a gota de orvalho numa pétala de flor, brilha tranquila, depois que leve oscila e cai como a lágrima de amor".
    Que vc seja muito abençoado e feliz!!!
    Abraços fraternos de Boas Festas

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentario